Normalização de trabalhos acadêmicos


29/06/2015


 

 

GRUPO NORMALIZADORES

 

Este espaço tem como principal objetivo discutir a aplicação das normas da ABNT e prestar orientação às pessoas interessadas.

 

O grupo Normalizadores, que mantém este blog, é composto de ex-alunos de um curso ministrado pela ABNT em junho de 2004 na cidade de São Paulo.

 

Também fazem parte deste grupo outras pessoas convidadas, cujas atividades se relacionam com trabalhos acadêmicos, como é o caso da Professora Kátia Martins, de Belém, PA, e a Bibliotecária Emilce Maria Diniz, de Belo Horizonte, MG.

 

Eventualmente este blog atua como uma oficina de palavras, espaço em que se estudam questões atuais e curiosidades da língua portuguesa. Aqui também se discutem aspectos relacionados à arte de traduzir e assuntos sobre segurança na internet.

 

Devido ao sucesso obtido com a publicação de um microconto (crônica) no dia 29 de janeiro de 2010, publicaremos eventualmente esse tipo de produção literária, tanto as nossas crônicas como as de autoria de colaboradores deste blog.

 

Para ler mensagens recentes, role a página.

 

Caso v. queira ver discussões antigas, procure-as nos links ao lado de acordo com os assuntos constantes do índice publicado no dia 1º de junho de 2012.

 

 

Moderador: João Bosco Miquelão (tradutor, revisor de textos acadêmicos e técnico em informática).

 

  

 

Contato: jbmiquelao@uol.com.br


Escrito por João Bosco às 12h30
[ envie esta mensagem ] [ ]

25/06/2015


DÚVIDA SOBRE REFERÊNCIA NUM TRABALHO ACADÊMICO

 

Como apresentar na lista Referências um atlas cujas escalas de mapas variam?

 

 Resposta:

Segundo a NBR 6023:2002, os elementos essenciais de um documento cartográfico são os seguintes: autor(es), título, local, editora, data de publicação, designação específica e escala. No caso de um atlas, se ele for constituído por mapas de diversas escalas, deve-se constar como último elemento esta observação: “Escalas variam”.

 

Envie seu comentário ou dúvida ao endereço: jbmiquelao@uol.com.br.

 

 

Escrito por João Bosco às 13h19
[ envie esta mensagem ] [ ]

09/06/2015


CURSO NA ABNT

 

 

Tema:  Informação e Documentação

Descrição:      Trabalhos acadêmicos

Público Alvo: Estudantes e profissionais interessados em Normalização de Trabalhos Acadêmicos.

Objetivo : Auxiliar alunos e professores de graduação, pós-graduação e pesquisadores em geral na elaboração e apresentação trabalhos acadêmicos.

Conteúdo :    

- O curso terá como base as normas técnicas:

- ABNT NBR 6023:2002 - Referências – Elaboração;

- ABNT NBR 6024:2012 - Numeração progressiva das seções de um documento escrito – Apresentação;

- ABNT NBR 6027:2012 - Sumário – Apresentação;

- ABNT NBR 6028:2003 - Resumo – Apresentação;

- ABNT NBR 6034:2004 - Índice – Apresentação;

- ABNT NBR 10520:2002 - Citações em documentos – Apresentação;

- ABNT NBR 14724:2011 - Trabalhos acadêmicos – Apresentação;

- ABNT NBR 12225:2004 - Lombada – Apresentação;

- ABNT NBR 15287:2011 -  Projeto de pesquisa – Apresentação;

- Exercícios.

Duração: 16 h, em 2 dias, das 8 h 30 min às 17 h 30 min

Material Fornecido:  Normas -

- ABNT NBR 6023;

- ABNT NBR 6024;

- ABNT NBR 6027;

- ABNT NBR 6028;

- ABNT NBR 6034;

- ABNT NBR 10520;

- ABNT NBR 12225;

- ABNT NBR 14724;

- ABNT NBR 15287;

- Apostila com conceitos.

Incluso: Certificado de participação / Coffee-break

Turma: 2005 29/06/2015 - 30/06/2015

Av. Paulista, 726 - 10º andar - Bela Vista - SAO PAULO/SP


Informações sobre Cursos: Capacitação (11) 2344-1722 cursos@abnt.org.br

Informações técnicas sobre normas: CIT (11) 3017-3645 / 3017-3646 cit@abnt.org.br

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

 

 

 

Escrito por João Bosco às 17h56
[ envie esta mensagem ] [ ]

06/06/2015


REVISÃO DE MONOGRAFIAS DE GRADUAÇÃO, DISSERTAÇÕES DE MESTRADO, TESES DE DOUTORADO, LIVROS E ARTIGOS.

 

Linguagem e normas da ABNT.

 

Assessoria na elaboração de abstracts. Equipe experiente.

 

Orçamento sem compromisso.

 

NOTA: NÃO ELABORAMOS MONOGRAFIAS POR ENCOMENDA SOB A FORMA DE GHOST WRITER(NEM SEQUER ACEITAMOS DISCUTIR TAL ASSUNTO).

 

 

Cel. (31) 9791-6139.   

 

E-mailjbmiquelao@uol.com.br

 

 

 

 

Escrito por João Bosco às 10h04
[ envie esta mensagem ] [ ]

01/06/2015


AULA DE PORTUGUÊS DE HOJE

Maria Tereza Q. Piacentini*

--- Qual é o certo: medidas a serem/ser tomadas? S. B., Porto Alegre/RS

 

--- Qual o correto, já que a flexão do infinitivo tem uma regência especial: para ser contadas ou serem contadas. E os outros casos que envolvem preposição e infinitivo. Adriana Mellos, Santa Cruz do Sul /RS

 

--- Quero saber por que o verbo ser não acompanha o plural do restante da frase: ...casos desse tipo levam até vinte anos para ser decididos. Leonardo Santos Moreira, Rio de Janeiro/RJ

 

--- O uso do verbo ser como auxiliar. Exemplo: Eles estão para ser/serem exilados. Douglas N. Rothen, Curitiba/PR

 

O uso do infinitivo flexionado é chamado de “idiotismo” por ser, entre as línguas neolatinas, peculiar e exclusivo do português. Se, por um lado, a flexão [-es, -mos, -em] serve para esclarecer a pessoa do sujeito sem ser necessário mencionar explicitamente os pronomes tu, nós, eles (por exemplo, pode-se dizer “convém irmos juntos” em vez de “convém nós irmos juntos”), tornando a redação mais bonita e interessante, por outro lado deixa os falantes em dúvida sobre o que é melhor ou correto.

 

Selecionei então algumas das muitas cartas em que leitores do Língua Brasil manifestam suas incertezas sobre o emprego da flexão do infinitivo na voz passiva. A flexão simples foi tratada na coluna Não Tropece na Língua 49, ocasião em que mostrei as duas possibilidades de uso, concluindo que só existe uma obrigatoriedade de flexão: quando o sujeito [substantivo ou pronome] do infinitivo se encontra claramente ao lado do verbo, depois da preposição, isto é, na seguinte ordem: PREPOSIÇÃO - SUJEITO - INFINITIVO. Relembrando:

 

Falou para as crianças saírem da sala.

 

Discutiram uma forma de todos se protegerem.

 

Para os problemas serem resolvidos, precisamos de mais ação.

 

Dê um jeito de seus filhos estudarem juntos, falou.

 

Ser autônomo é mais incômodo, a ponto de muitos de nós termos medo de ser livres.

 

A dúvida da maioria dos consulentes ocorre quando a frase apresenta uma ordem diferente: SUJEITO - PREPOSIÇÃO - INFINITIVO. Já neste caso é facultativa a flexão, embora haja algumas recomendações e preferências, sobretudo em razão da eufonia, do que soa ou fica melhor no contexto. Mas quero reiterar que existem alternativas: não se discute se é certo ou errado. Por exemplo, não se pode afirmar que há erro em “É preciso pensarmos no que fizemos ou deixamos de fazer para melhorarmos a vida do nosso irmão” [frase de um senador em 1999]. Todavia, o enunciado fica muito melhor assim: É preciso pensar ou Precisamos pensar no que fizemos ou deixamos de fazer para melhorar a vida do nosso irmão.

 

Bem, a novidade de hoje e da próxima semana em relação à coluna NTL 49 é que vamos falar da flexão do infinitivo na voz passiva, o que implica a presença do verbo ser no infinitivo + um particípio. O esquema é este: SUJEITO - PREPOSIÇÃO - SER - PARTICÍPIO.

 

Primeiro caso

 

A flexão do infinitivo passivo é preferível e preferida quando o substantivo ou o pronome que é sujeito do infinitivo vier logo na frente da preposição:

 

Relacione as medidas a serem tomadas, por favor.

 

O editor guardou mil histórias para serem contadas.

 

As casas a serem visitadas foram apontadas pelo delegado.

 

Condenamos os escritores a não serem lidos.

 

É importante zelar pela qualidade das obras a serem publicadas.

 

Definidas as propostas e a metodologia a serem utilizadas, a equipe de Paulo Freire iniciou o trabalho.

 

Encaminho-lhe os seguintes documentos para serem analisados.

 

Levar o cão ao veterinário e cuidar da sua alimentação são apenas alguns dos itens a serem observados.

 

*Maria Tereza de Queiroz Piacentini é Diretora do Instituto Euclides da Cunha e autora dos livros 'Só Vírgula', 'Só Palavras Compostas' e 'Língua Brasil – Crase, pronomes & curiosidades' - www.linguabrasil.com.br.

 

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

 

 

Escrito por João Bosco às 17h39
[ envie esta mensagem ] [ ]

31/05/2015


FIGURAS E TABELAS DE UM TRABALHO ACADÊMICO

 

Segundo Carla Cruz e Uirá Ribeiro na obra Metodologia científica – teoria e prática (São Paulo: Axcel, 2004), as figuras e tabelas constituem unidades autônomas e explicam ou complementam visualmente a pesquisa. Devem ser inseridas no texto (centralizadas na página), o mais perto possível do trecho a que se referem. Quando muito numerosas as tabelas e as figuras devem vir em anexo, para não sobrecarregarem o documento.

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br.

 

 

 

 

Escrito por João Bosco às 09h26
[ envie esta mensagem ] [ ]

30/05/2015


VOCÊ AINDA NÃO TEM UMA IMPRESSORA 3D?

 

Se ainda não a tem, não se preocupe. Você pode encomendar online a impressão de seu modelo/trabalho.


Caso você tenha uma impressora 3D e estiver usando-a pouco, eis uma boa notícia: você pode ganhar um dinheiro extra com sua impressora fazendo impressões para terceiros.



Em ambos os casos é só localizar um Local 3D printer: https://www.3dhubs.com/

 

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

Escrito por João Bosco às 10h19
[ envie esta mensagem ] [ ]

24/05/2015


24 DE MAIO

 

O DIA DE HOJE NA HISTÓRIA

 

Dia 24 de maio de 1543. Morre Nicolau Copérnico, matemático e astrônomo, pai da astronomia moderna.


 

 

Copérnico nasceu em 19 de fevereiro de 1473 na cidade de Torun, na Polônia.


Antes de Copérnico os astrônomos europeus acreditavam que a Terra se localizava no centro do Universo, teoria que também era defendida pela maioria dos filósofos e pela Bíblia.


Copérnico demonstrou que a Terra dava voltas em torno do seu eixo e que mudanças periódicas desse eixo acarretavam as mudanças de estações, teoria chamada de heliocentrismo.


Ele morreu a tempo de ficar a salvo da ira de líderes religiosos, pois estes condenavam sua visão heliocêntrica do Universo como herética. 

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

 

 

Escrito por João Bosco às 12h58
[ envie esta mensagem ] [ ]

12/05/2015


FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA DE UMA PESQUSA

Segundo Uirá Ribeiro, os dados obtidos na bibliografia consultada e os demais dados obtidos em outras fontes de pesquisa, como entrevistas e questionários, serão a base para a reflexão e para a discussão do problema estudado. A partir desses dados será construída a fundamenação teórica da pesquisa.

 

Contato com este blog:  jbmiquelao@iuol.com.br

 

Escrito por João Bosco às 19h09
[ envie esta mensagem ] [ ]

04/05/2015


4 DE MAIO

O DIA DE HOJE NA HISTÓRIA

 

O VÍRUS DE COMPUTADOR LOVE YOU COMPLETA 15 ANOS

 

 


O vírus de computador love you (nome oficial love-letter-for-you.txt, também conhecido simplesmente como love letter) paralisou sistemas de informática de todo o mundo no dia 4 de maio de 2000. Entre as muitas instituições afetadas, podemos citar o Pentágono, a CIA e a Casa Branca, nos Estados Unidos.


Esse vírus foi criado nas Filipinas e sua propagação ocorreu através de emails infectados.


Como foram percebidas variações na qualidade e estilo do código fonte, supõe-se que o love you tenha sido escrito por diversas pessoas.


 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

 

 

Escrito por João Bosco às 17h22
[ envie esta mensagem ] [ ]

15/04/2015


A ABNT INFORMA

 

 

 

CURSO - TRABALHOS ACADÊMICOS

 

Público Alvo: Estudantes e profissionais interessados em Normalização de Trabalhos Acadêmicos.


Objetivo: Auxiliar alunos e professores de graduação, pós-graduação e pesquisadores em geral na elaboração e apresentação trabalhos acadêmicos.


Local: Porto Alegre, RS.


Datas: 4 e 5 de maio de 2015.


Maiores informações: cursos@abnt.org.br

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

 

 

Escrito por João Bosco às 13h27
[ envie esta mensagem ] [ ]

04/04/2015


ATÉ HOJE O ACORDO ORTOGRÁFICO NÃO É BEM VISTO EM PORTUGAL

 

Segundo o jornal “Opção”, um juiz de Portugal não aceita documentos escritos com base no novo acordo ortográfico e provoca polêmica

 

O juiz Rui Teixeira “obrigou os serviços do Ministério da Justiça a reescreverem o relatório social de um detido, de forma a expurgá-lo das alterações introduzidas pelo acordo, sob pena de multa. Defendendo que os tribunais não estão obrigados a cumprir a resolução do Conselho de Ministros que determina a adopção das novas regras em todos os serviços da administração pública, Rui Teixeira escreveu na altura: ‘Nos tribunais, pelo menos neste, os factos não são fatos, as actas não são uma forma do verbo atar, os cágados continuam a ser animais e não algo malcheiroso e a Língua Portuguesa permanece inalterada até ordem em contrário’”.

 

Fonte: http://www.jornalopcao.com.br/

 

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

 

 

Escrito por João Bosco às 10h25
[ envie esta mensagem ] [ ]

24/03/2015


VOCÊ SABE O QUE É A CIBERESCOLA?

 

A CiberEscola da Língua Portuguesa é uma plataforma de recursos interativos e cursos online de ensino do português e constitui um projeto único no universo de oferta editorial e institucional via Web.

Aprende português de uma maneira divertida e eficaz.

Música e artes, viagens, tradições, desporto, histórias de vida, e muito mais!

Desenvolves a tua capacidade de interpretar o que ouves e lês; treinas também a gramática e a escrita.

 

Mais informações: http://www.ciberescola.com/?action=apresentacao

 

 

Contato com este blog: jbmiquelao@uol.com.br

Escrito por João Bosco às 15h10
[ envie esta mensagem ] [ ]

17/03/2015


LANÇAMENTO DE LIVRO DE COLABORADORA DE NOSSO BLOG

 

 

 

 

Contao com este blogjbmiquelao@uol.com.br

 

 

Escrito por João Bosco às 18h19
[ envie esta mensagem ] [ ]

12/03/2015


ATÉ AGORA JÁ RECEBEMOS 41.000 VISITAS!

Escrito por João Bosco às 10h09
[ envie esta mensagem ] [ ]



Perfil

Histórico